domingo, 3 de julho de 2016

Resume-se a isto...




E quando deixam de precisar, ou simplesmente estamos em posição impossível de ajudar, deixamos de o ser. Triste, mas libertador. 

Sem comentários:

Enviar um comentário